06/11/2011

HIGIENE SEXUAL


É imprescindível a boa higiene sexual diária para evitar qualquer tipo de infecção e para manter nosso bem estar sexual.

A higiene genital é tão importante quanto o ato sexual, não estamos falando somente da limpeza, mas o respeito com o nosso corpo e a nossa pessoa, porque não é nada agradável estar com alguém cuja zona genital cheire mal ou esteja suja.
Recebo muitas reclamações de homens e mulheres que dizem não gostar do “cheirinho” que a zona genital traz e por isso não fazem sexo oral, então aconselho a higiene pessoal do companheiro, isso mesmo, a zona genital não cheira mal, ao contrário, bem higienizada, é muito bom.
Como sabemos, a higiene sexual é básica, mas cuidado, tudo em excesso é ruim. Isso mesmo, tanto a limpeza insuficiente quanto a excessiva não são recomendadas. A primeira opção porque dá espaço aberto às infecções e microorganismos indesejáveis que se hospedam com facilidade e que certamente causarão sintomas incômodos como cheiro forte, coceira, ardor, entre outros.
Já a limpeza excessiva também traz problemas como acabar com a flora, esta flora se encarrega de defender a pele contra bactérias e infecções, deixando-a ressecada, causando dores durante o ato sexual.

GUIA DE HIGIÊNE SEXUAL PARA “ELAS”

Para as mulheres, a higiene íntima é diária, devemos ser cuidadosas e meticulosas.
Vamos ver a continuação uma série de recomendações fáceis e básicas para manter a saúde dos genitais femininos.
Num banho, devemos deixar que a água em abundância caia sobre os genitais externos, estes devem ser lavados com água e sabonete neutro.
Nunca use sabonete ou nenhum outro produto para higiene dentro da vagina.
As conhecidas “duchas vaginais’ são daninhas para o PH interno da vagina e para a flora e o desenvolvimento da mesma.
Depois do banho é fundamental que seque completamente a zona genital, este detalhe é muito importante, a umidade é um ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias. Às vezes recomendamos para mulheres que têm problemas de fungos causados pela umidade, depilar-se por completo, já que os pêlos púbicos demoram a secar e podem ocasionar problemas incômodos para a mulher.
Recomenda-se que depois do ato sexual a mulher tome um copo de água e tente urinar, o que ocorre é que durante o ato sexual, há esfregação e se acaso há alguma sujeira ou contaminação esta pode entrar no canal da uretra, você urinando depois do ato, estará expulsando qualquer impureza que haja penetrado no canal.
É recomendado, que logo depois do ato sexual, as mulheres se lavem, ou pelo menos sequem a zona para poder limpar os fluídos impróprios.
Lembre-se que a forma correta de limpar logo depois de urinar ou defecar, é da vagina ao ânus, ou seja, de frente para trás, isto evita que as bactérias do ânus cheguem até a mucosa vaginal.

GUIA DE HIGIÊNE GENITAL PARA “ELES”

Os homens não pensam tanto em higiene genital, ou ao menos não prestam atenção ou se “grilam” tanto quanto as mulheres.
Mesmo assim, a higiene genital nos homens é de suma importância, do contrário o nascimento de fungos, bactérias e infecções na área genital será eminente.
Ao igual que as mulheres, os homens necessitam uma limpeza completa diária em seus órgãos sexuais.
Durante o banho, para os que não têm circuncisão, devem baixar ou empurrar para trás o prepúcio e lavar a glande com água abundante e sabonete então o corpo do pênis e os testículos.
A zona deve ficar total e completamente seca, por isso não se recomenda que utilize a mesma toalha que secou o corpo e cabelos para secar os genitais, se você faz isso, com certeza seu genital estará sempre úmido.
Se o homem sua muito, aplique talco na zona. Quando chegue a casa, depois do trabalho, tome banho novamente e seque bem a área e aplique talco outra vez.
Se você teve relações sexuais com uma mulher menstruada, lave seus genitais logo depois do ato, para quem não sabe, o sangue é o meio mais favorável para o crescimento dos micróbios.
Todos necessitamos de uma limpeza íntima diária, sistemática e eficiente.

OS PRODUTOS DE HIGIÊNE PESSOAL

Os produtos por excelência para lavar e manter nossa zona genital limpa são água e sabonete, mas é certo que no mercado podemos encontrar várias opções para a higiene íntima feminina.
Mas muito cuidado, a maioria destes produtos não são recomendados por contarem com uma acidez muito alta ou muito baixa com relação ao PH natural da vagina, estes produtos, mal usados, podem ocasionar irritações, infecções e crescimento de fungos.
Recomendamos conversar com seu ginecologista, ele saberá qual o melhor produto para você.

FONTE: VILA MULHER
 
 
Agora, depois desse texto explicativo, quero acrescentar também algo que não foi mencionado, mas que é de suma importância para uma completa higiene sexual: a lavagem do ânus com sabonete, também antes e depois da relação sexual. Em algumas posições sexuais o ânus fica mais à mostra, mais aberto. E, se este não estiver bem higienizado, seu odor poderá atrapalhar o andamento da relação sexual. Depois do ato, o esperma ejaculado na vagina, tende a descer um pouco e ficar nessa área, fora outras secreções femininas, saliva, etc.
Então, pra fecharmos esse assunto: não somente vulva e pênis devem ser higienizados, mas ânus também. Antes e depois do sexo, pra homens e mulheres!
 
                                                     Carolina Mendonça.