09/10/2010

TRANSTORNO BIPOLAR

   Antigamente, ela era chamada de psicose maníaco-depressiva. Hoje, os médicos dizem apenas "transtorno bipolar". O humor de quem sofre desse mal se alterna entre dois polos: da euforia extrema à tristeza absoluta - daí vem esse nome.

   Segundo a psicóloga MiriamThomé, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o problema costuma surgir por volta dos 24 anos, mas também pode se manifestar em crianças e adolescentes.

   A atriz Cássia Kiss, que é portadora, sabe o quanto é difícil conviver com parentes e amigos durante as crises. "Num dia eu estava péssima, maltratava as pessoas. No outro, queria consertar: mandava flores, pedia perdão", conta.

   Felizmente, os tratamentos disponíveis são eficazes. Eles controlam as mudanças bruscas de comportamento e aliviam os sintomas. Se você desconfia que alguém próximo sofra de transtorno bipolar, verifique os sinais mais comuns, descritos abaixo.

Os principais sintomas

Fase da euforia

. Alegria exagerada
. Agitação física e mental
. Sensação de ter poderes especiais
. Ideias grandiosas
. Aumento do desejo sexual
. Insônia

Fase da depressão

. Tristeza, irritabilidade
. Perda ou aumento de apetite
. Dificuldade de concentração
. Pensamento de morte ou suicídio

Origem

   Tem causas genéticas, mas ainda pouco esclarecidas pela ciência. Em casos de estresse ou uso de drogas, aumentam os riscos de a doença se manifestar.

Diagnóstico

   Se você acha que alguém é bipolar, observe se a pessoa apresenta mais de três dos sintomas descritos ao lado. "Eles devem se repetir por, no mínimo, uma semana", diz a psicóloga. De acordo com Miriam, a doença deve ser avaliada por um psiquiatra. Esse profissional investigará todos os sintomas do paciente. "Não há nenhum exame físico ou laboratorial que auxilie o diagnóstico", afirma.

Tratamento

    O psiquiatra pode receitar um antidepressivo para diminuir os sintomas impulsivos e as mudanças de humor. Medicamentos antipsicóticos são prescritos para aliviar a sensação de obsessão. O Sistema Único de Saúde (SUS) realiza gratuitamente o tratamento da doença. Basta procurar o posto de saúde mais próximo.


(fonte: ed. Abril)