10/12/2011

Lista aponta quais são as dez profissões mais felizes e as dez mais infelizes.



O site da revista Forbes divulgou uma lista das dez profissões que mais contam com pessoas felizes e das dez carreiras que tornam os seus profissionais pessoas infelizes. O ranking é resultado de uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.
Um dado que surpreende é que a lista das carreiras que proporcionam menos alegrias está recheada de cargos de grande reconhecimento e bons salários; diferentemente da lista dos mais felizes, cuja remuneração não atinge patamares tão altos.

Veja abaixo a lista completa:

MAIS FELIZES                                                                        

-Clérigos                                                                                 
-Bombeiros                                                                           
-Fisioterapeutas                                                                     
-Escritores                                                                              
-Professores de educação especial                                            
-Professores                                                                           
-Artistas                                                                                  
-Psicólogos                                                                             
-Vendedores de serviços financeiros                                       
-Engenheiros de operação                                                        

 MAIS INFELIZES


 - Diretor de tecnologia da informação
 - Diretor de Vendas e Marketing
 - Gerente de Produto
 -Desenvolvedor Web Sênior
 -Especialista Técnico
 - Técnico em Eletrônica
 -Assistente judicial
 -Analista de Suporte Técnico
 -Operador de CNC
(Controle Numérico Computadorizado)
 -Gerente de marketing

                                                                                                                                                                                                 FONTE: UOL